Ufologia Espiritual

Experimentação

Para provar todas as coisas que antes viviam no mundo das Ideias, a Mente criou o ”real” e através da Mente a realidade existe.

Tudo está dentro de tudo, mas a Mente busca formas de experimentar, sentir, saborear toda essa rede de dados fora, que é manifestada em um caminho polar.

Imagine uma caverna em forma de cubo que leva as profundezas da escuridão e as profundezas da luz, somente saindo fora desse cubo ,quando se da conta de que é o Cubo, que é a Terra que movimenta seu eixo em pólos e só encontra capacidade de viver o eixo, quando compreende que faz parte de um circuito de feedback constante, para que sempre haja percepções diferentes de uma mesma Mente.

A experimentação é a melhor forma de conhecer o funcionamento das coisas. O que vemos da arte de imitar a natureza nas culturas antigas, era o maior metódo de aprendizado daqueles que se iniciavam no caminho da consciência. Experimentar nasce da vontade da Mente de aprender sentindo, fazendo parte de algo, experimentando lugares e circunstâncias para sempre evoluir sua percepção sobre si mesma.

Os verbos da Terra: Eu Tenho, Eu Observo, Eu Uso.

O que você tem? é grato ao que tens? O quanto quer ter as coisas? O que é ter para você? Como usa das ferramentas que ja tens para transformar sua realidade? Como você lida com sua luz e escuridão?

Quantas perguntas, né? Mas vale serem respondidas e as respostas novamente perguntadas. é assim que você evolui.

“Possuir”, a partir desse conceito que descreve o agarramento aos caminhos do Eu, a pessoa começa a vivenciar uma realidade onde Ter, possuir e usar as pessoas virou algo mais valioso do que Ser desprendido e se nutrir das suas relações.

Por que isso acontece?

Desde que foi criado os primeiros grupos, surgiu o conceito de ”possuir coisas”, colocaram nomes, e cada grupo criou sua vida baseada na sobrevivência do clã e na proteção das tradições, costumes, moral e agricultura desse clã.

Esse conceito ficou registrado no insconciente coletivo, e hoje manifestamos o apego aos costumes de nossa familia, protegendo quem amamos e mantendo longe aqueles que ameaçam nossa sobrevivência. Criamos um apego e acabamos por considerar tudo ”nosso”, e essa é a maior causa do sofrimento, pois implica na ignorância, ou seja, no ato de ignorar que somos uma rede, interligados, porém todos estão nessa rede para desfrutar dela e se transformar a partir dela, não para controlar e falar que ela é nossa, nos fechando do mundo querendo colocar todos que somos apegados o mais perto possível para não perder.

Devemos compreender que nessa vida nada é nosso. O sol que somos, o ego, é só mais um nessa grande rede universal. Tudo é. Tudo está. Para ser observado, expressado, experimentado e transcendido. As coisas que dizemos ser ”é meu” são apenas nomes daquilo que nos agarramos na vida, para que a mesma não perca seu sentido, pois criamos esse sentido na base do Ter e não do Ser. E ao mesmo tempo que estamos apegados, damos o poder a esses fatores de controlar nosso estado perceptivo.

Já observou que quando algo não atende suas expectativas, você ja logo sente raiva e frustação? Isso porque você esta apegado aos próprios conceitos que seu corpo acredita da realidade que vive.

Estamos em Samsara, e aqui você só será capaz de ser pleno, quando se dar conta de que não cria sua realidade, e sim cria sua percepção diante da realidade que vive, e assim, manifesta o poder de mudar as suas condições ”reais”.

O que fazer com a raiva e frustações?

A raiva é a energia que surge da pressão de algo para ser expressa ( ”ex”-fora ”pressão”), ou seja, é uma energia que precisa se movimentar a fora.

Como toda energia é movimento e informação, a raiva é como aquelas folhas secas que devemos soltar as poucos, e a mesma serve de nutriente para a terra e raízes, ou seja, serve para que você encontre o ensinamento de cada situação em que essa raiva desperta.

Eu Sou: Ao liberar as pressões reprimidas eu nutro as raízes do meu Ser.

Viver na Terra é compreender que esse caminho onde Temos, na verdade é o espaço-tempo que habitamos, onde nos encontramos com diversas ferramentas para Usar e realizar as inspirações de nossa Mente que observa, sabendo que cada coisa que acontece esta de acordo com a Ordem, e a cada passo caminhado, busca experimentar aquilo que já é realizado, nos convidando a apreciar e usar a vida a todo instante.

Ser humano é a qualidade de ser da Terra, de reconhecer que no centro do Cubo está o potencial multidimensional, exerimentando a materia e seus atributos como pontos, sóis, que se interligam em uma grande rede, a qual os desenvolvem para que encontrem o equilíbrio entre a irradiação de sua existência e a absorção da mesma, levando a dentro toda experiência da existência, como água e adubo que nutrem a árvore do Ser.

Eu sou a Árvore e uso o positivo e negativo para ser quem sou. Desperto meu potencial sendo um humano, que experimenta e usa das ferramentas da Terra para realizar o Sonho do Observador.

Tarefa da Tríade da Terra(Cubo):

Sente em Cubo(imagem abaixo), respire profundamente 6 vezes , relaxe e reflita sobre as seguintes perguntas:

Quais são as minhas frustações? Quais são meus apegos? Como eu uso essas frustações e apegos para me transformar? Como eu posso liberar? Por que quero liberar? Como posso expressar essas pressões sem prejudicar ninguém?

Para virar o Cubo > Cada face contempla um potencial :

3 observam a mente, emoção e a ação;

3 observam a sabedoria, a vontade, e o amor.

1.É a mente que controla ou eu sou a mente?

2.Vivo para obter conhecimento ou despertar a sabedoria?

3.Utilizo a emoção para criar, ou é algo que me cria?

4.Amo incondicionalmente toda existência, ou amo com condições o que existe?

5.Tenho vontade de me transformar, ou o mundo que coloca a vontade em mim?

6. Ajo para viver, ou reajo aos estimulos da vida?

Torne-se o Mestre dos 6 potenciais. Dance ao seu redor, contemple o Todo, e verá que tudo que julga bom ou ruim, são apenas ideias, pois fora da caixa tudo está conectado. O mundo é Um.

Eu Sou: Ativo meu merkaba. Torno-me a caverna. Sou a montanha. Sou a Terra. Desperto o criador em mim. Eu Sou o Cubo. Eu Sou a Terra.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *